MENU

Motorista acusado de atropelar e matar fiéis na Caminhada de Fé é condenado a 45 anos de prisão

Por Da Redação, para o VizinhoTv Para o Vizinho TV

06 de março de 2024

Na terça-feira (5), o Tribunal do Júri condenou a 45 anos de prisão o motorista identificado como Sirley Dantas Lira, acusado de atropelar e matar Ângela Maria Gomes Moraes e Marcirio Mendes Moraes Neto (mãe e filho) durante a 28ª Caminhada de Fé com Maria em 2022.

Sirley Dantas responde ainda por três tentativas de homicídios consumados contra Ocenilson Silva dos Santos, Edson da Silva Pinto e Raquel Corrêa Oliveira. O Juiz da 3ª Vara Criminal de Santarém, Gabriel Veloso, informou que sobre outras vítimas daquele dia, há um outro inquérito que ocorre sobre lesão corporal e em outro juízo.

O acusado cumprirá a detenção em regime fechado.

Relembre o caso

No dia anterior ao fato, Sirley acompanhado dos irmãos, Odair José Costa Soares e Antônio José Costa Soares, estavam consumindo bebida alcoólica em um bar, no bairro Ipanema, em Santarém, desde as 18h, onde ficaram até depois da meia-noite (já do dia 04/11/2022).

Quando decidiram sair de carro, em um ‘Fiat Strada’ de cor prata que pertencia ao acusado, com destino ao município de Mojuí dos Campos. Na data do evento religioso, já no trajeto de ida a Mojuí dos Campos, os três se depararam com uma barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que visava dar maior segurança aos romeiros.

Na ocasião em que os policiais deram ordem de parada para o veículo que o denunciado conduzia, Sirley, temendo ser parado, pois estava embriagado, furou a barreira policial, avançando em alta velocidade sobre as pessoas que caminhavam em sentido contrário, causando o atropelamento de diversas pessoas que não conseguiram desviar do veículo.

Marcirio Mendes morreu na hora e Ângela Maria faleceu no hospital. Outros ficaram gravemente feridos.

Tópicos Relacionados

Últimas Notícias

Leia Mais